5 regras mais importantes da Internet que todas as crianças devem aprender
Infância

5 regras mais importantes da Internet que todas as crianças devem aprender

No mundo moderno de acesso onipresente à Internet, os pais não podem mais manter seus filhos fora da web de maneira confiável. Em vez de lutar contra a presença da Internet, os pais hoje em dia aceitaram o fato de que as crianças estão crescendo em um mundo de conectividade constante.

A melhor maneira de preparar seu filho para essa realidade é ensine-os desde cedo a navegar com segurança na web sem colocar a si próprios ou a sua família em risco. Existem várias dicas de segurança que seu filho pode usar para se proteger na Internet, incluindo cinco das mais importantes 'regras da Internet' que todos os pais devem ensinar aos filhos.

1 . Tudo fica na internet para sempre

Uma das lições mais importantes para ensinar aos seus filhos é que absolutamente tudo que você posta online ficará na internet para sempre. Mesmo quando você exclui o conteúdo que enviou, os servidores do site frequentemente mantêm uma cópia do conteúdo que você postou, e vários programas de arquivamento mantêm diferentes versões dos sites para preservar o conteúdo em mudança. Seus filhos devem reconhecer que quaisquer informações, fotos ou postagens que eles compartilham nas redes sociais ou em outros sites podem se tornar permanentemente associados a eles e podem prejudicar futuras oportunidades de educação e trabalho.

2. Use as configurações de privacidade com liberdade

Seus filhos devem aprender sobre as configurações de privacidade em sites de mídia social, como controlá-las e maximizá-las sempre que possível. Sites como o Facebook e o Twitter têm opções para postar em particular ou para um público controlado, mas seus filhos podem não perceber que suas contas estão desbloqueadas e podem ser visualizadas até mesmo por usuários que eles bloquearam. O Instagram tem um recurso de marcação de localização geográfica que pode fixar a localização de uma foto no endereço exato, muitas vezes revelando a localização exata da casa de alguém sem querer. Os pais devem revisar as configurações de privacidade da mídia social com seus filhos, garantindo que nada do que eles postem possa ser visto publicamente, incluindo sua localização.

3. Identifique sinais óbvios de golpes e vírus

A Internet está repleta de golpes, vírus e malware que nem sempre são fáceis de identificar. Existem alguns tipos clássicos de golpes que seus filhos devem estar preparados para enfrentar, incluindo e-mails que afirmam ser de uma organização ou empresa. As crianças devem aprender a verificar um URL antes de fazer login em um site para garantir que não estão inserindo suas informações de login em um site fraudulento. Eles também devem aprender a evitar clicar em links suspeitos que podem baixar algo em um computador involuntariamente, bem como como instalar e usar proteção contra malware.

4. O comportamento na Internet tem consequências na vida real

Seus filhos devem aprender, além de como se proteger, como se comportar online. Muitas crianças podem, sem querer, se encontrar em comunidades tóxicas da Internet que incentivam o comportamento ilegal, insistindo que não seja levado a sério porque "a Internet não é a vida real". Pior ainda, eles podem obter acesso à chamada dark web, onde essa atividade não é controlada. Assédio, trollagem, doxxing e golpes na Internet têm sérias consequências na vida real, podendo chegar a acusações de prisão federal, dependendo da gravidade. Seu filho deve aprender a aplicar as mesmas regras de conduta e de tratar as pessoas com respeito durante suas interações na Internet. Eles podem aprender a reconhecer sinais de comportamento ilegal online também.

5. Reconhecer e denunciar o cyberbullying

O cyberbullying é um problema que as crianças que crescem com a internet enfrentam cada vez com mais frequência. Assim como o bullying na vida real, ele tem sérias consequências no desenvolvimento emocional e na autoestima. Pode parecer excepcionalmente pior, na verdade, porque as crianças sentem que não podem escapar dela aonde quer que vão. Dezenas de casos de suicídio de adolescentes e crianças associados ao cyberbullying foram relatados nos últimos anos. Seus filhos devem saber onde podem recorrer para denunciar o cyberbullying (e isso deve incluir você), bem como quando denunciá-lo.

Ensine seus filhos a se protegerem on-line para sua autoestima emocional, seu futuro clientes em potencial e a segurança do seu computador. É uma habilidade inestimável que eles precisarão à medida que crescerem no mundo moderno de conectividade constante com a Internet.

Crédito da foto em destaque: Startup Stock Photos via flickr.com